Análise


Bom dia, Inter! 08/02/2024

Foto Gabi

Gabriela Joubert

Publicado 08/fev

Bradesco cai 15% e puxa Ibovespa, contra exterior que segue em alta.

O Ibovespa foi puxado ontem pela queda de mais de 15% do Bradesco, fechando na contramão dos pares internacionais, onde ainda vemos um certo bom-humor, motivado por balanços corporativos melhores que o esperado. Lá fora, investidores aguardam mais dados macroeconômicos que apontem o rumo da política monetária global, em especial nos Estados Unidos. Hoje, o local monitora IPCA, além de números de Produçãoo e Vendas da Petrobras e resultado do Banco do Brasil e do Inter.

Estados Unidos

Os índices norte-americanos fecharam em campo positivo ontem, com bom-humor vindo da temporada de balanços e números acima do esperado, enquanto investidores aguardam mais dados macro. Hoje, temos dados de seguro-desemprego e dirigentes do FED em evento. Juros das Treasuries subiram e mantêm a tendência nesta manhã, enquanto futuros oscilam, processando balanços corporativos, com destaque para os papéis da Disney que sobem, após a empresa bater as expectativas do mercado.

Mundo

Na Ásia, os índices fecharam mistos. Na China, o rali continua e os papéis de tecnologia avançaram, enquanto energia e saúde recuaram. Já em Hong-Kong, a bolsa recuou, puxada principalmente pelas ações da Alibaba, que caíram mais de 6% após resultado mostrar receitas abaixo do esperado. O CPI chinês mostrou nova deflação, recuando 0,8% a/a e mostrando ainda a fraqueza da demanda interna. Nikkei teve forte alta, motivado por Nova Iorque e comentários mais dovish do BoJ. Na Europa, bolsas sobem hoje, na esteira dos resultados da temporada, com destaque para Unilever, após bater as expectativas e ainda anunciar programa de recompra de ações. As mineradoras também avançam, enquanto energia cai e limita ganhos na região.

Brasil

Em movimento contrário ao da véspera, o Ibovespa encerrou em queda, puxado pelos papéis do Bradesco que recuaram mais de 15% depois do balanço e puxando demais bancos. No campo político, governo e Congresso divergem sobre o Perne (Prog. Emergencial de Retomada do Setor de Eventos) e Haddad diz que Receita Federal investiga irregularidades no Programa. Em evento, RCN voltou a afirmar maior otimismo com Brasil e disse que espera PIB de 2% para este ano, acima das expectativas do Focus. No radar hoje, temos IPCA, além de balanços do Inter e Banco do Brasil e relatório de Produção e Vendas da Petrobras.

Abertura

Na abertura, o índice DXY tinha leve alta, assim como os juros das Treasuries, enquanto futuros em Wall Street têm leve recuo. Petróleo sobe com conversas de paz em Gaza e minério de ferro também avança, com promessas de estímulos ao setor imobiliário chinês.

O que esperar?

As expectativas com os números da temporada de balanços hoje devem mexer com o pregão, com investidores também de olho no IPCA e trajetória da inflação e juros. Commodities em alta também podem ajudar no desempenho das exportadoras.


Compartilhe essa notícia

Receba nossas análises por e-mail